<$BlogRSDUrl$>

trato-me por tu


You don't even know me - use your illusion: trato_meportu@hotmail.com

domingo, janeiro 04, 2004

SEM DIZER OUVIR

O estrangeiro chegou de tarde. Trazia um cigarro que não parava e dois ou três amigos que descansavam à sua volta, enquanto se juntavam outros prontos a partir.
No molhe das luzidias palavras que fazia avançar, recostava-me alardeado pelo bater do sol e imaginava sonhar o que dissera e o que prometera para ser estrangeiro. Estrangeiro de lado nenhum, pregão incandescente a elevar a histeria das palavras bem junto da boca. Encantador de estórias na hasta pública. Mercê simples.
Partiu a trato com o sol. Brindou os passos no sossego do chão e calou-se quando definharam no céu os últimos instantes do dia e se ouviu dois ou três amigos calarem-se.

(Em que instantes se cumpre o exílio rumo ao estrangeiro, longe, em nós.)

0 Comments:

Enviar um comentário


M83
Farewell, goodbye

This page is powered by Blogger. Isn't yours?