<$BlogRSDUrl$>

trato-me por tu


You don't even know me - use your illusion: trato_meportu@hotmail.com

quinta-feira, junho 10, 2004

DIA ASSIM

Este país de poetas... Não sei muito sobre este país de poetas. Talvez porque os poetas tenham já há muito sonhado outro país que se perdeu, e procuramos as avessas de algo a julgar que encontramos outras promessas.

Mas exultemos!
Há coisa de, mais coisa menos coisa, cem anos trás, um poeta fazia o seguinte balanço patriótico:

“Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem de onde vem, nem onde está, nem para onde vais; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, – reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta (...).”

Guerra Junqueiro

O futuro promete.
Comments:
Lindo Hugo! Não conhecia esse autor. Parece-me que conheço o povo do qual ele fala. [[Nem tão anônimo assim: Ana - V.O.]]
 
Enviar um comentário

1 Comments:

Lindo Hugo! Não conhecia esse autor. Parece-me que conheço o povo do qual ele fala. [[Nem tão anônimo assim: Ana - V.O.]]

By Anonymous Anónimo, at 6:33 da tarde  

Enviar um comentário


M83
Farewell, goodbye

This page is powered by Blogger. Isn't yours?